Quem procura autopeças encontra o que precisa na DISPEMEC

Há mais de 28 anos a DISPEMEC atende às necessidades de clientes que não abrem mão de qualidade, praticidade e segurança na hora de comprar autopeças.

Acesse agora

Posts para » segurança no trânsito

Problemas comuns nos freios e a importância da manutenção preventiva

blog_dispemec_021_freios

Quando o assunto é segurança no trânsito, é praticamente impossível não falar de freios e da importância da manutenção preventiva de todo o sistema.

Qualquer mínimo problema no sistema de freios pode resultar em acidentes gravíssimos e na “melhor” das hipóteses em prejuízos financeiros para consertar defeitos que poderiam ter sido identificados logo no início, antes de prejudicarem outros itens do carro.

Portanto, realizar a manutenção preventiva e deixar todos os itens em dia é a melhor saída para evitar grandes problemas.

Começando pelo fluído de freio, que quase sempre passa batido, mas é um dos principais componentes do sistema de freios e não realizar a troca desse fluído pode acabar com a corrosão de outras peças. No vídeo abaixo, mostramos a diferença entre um fluído vencido e outro novo e o que pode acontecer caso você esqueça de realizar a troca:

Além disso, no dia a dia, você consegue observar sinais no veículo que indicam que algo não está funcionando bem no sistema de freios. Sabe quando você pisa no freio e o carro parece que vai puxando de lado? Isso pode significar problemas tanto no suporte de fixação, no flexível de freio como nas pastilhas. E defeitos ou desgastes naturais dessas peças também podem paralisar o freio e causar acidentes.

Outra situação comum é quando você começa a escutar ruídos e “assobios” toda vez que freia. Nestes casos, o problema pode se estender da pastilha para a lona e tambor de freio.

E quando o problema é no freio, mas parece ser outra coisa? É o que acontece quando as trepidações ficam mais comuns e você acaba achando que um balanceamento resolve. Mas aí vale observar melhor o desempenho do carro para ter certeza da origem do problema.

Se o carro trepida com frequência quando você está em velocidade mais alta e sem acionar o pedal de freio, então é basicamente certo o problema ter relação com balanceamento. Agora, se a trepidação só aparece quando você freia, então o problema é mais complexo e com certeza é no sistema de freios.

Bom, deu pra ver a importância de uma manutenção preventiva? Por isso, sempre que possível e toda vez que começar a notar algo diferente no carro, procure um mecânico de confiança para verificar o sistema de freios.

Não dê mole quando o assunto é sua segurança e a de todos!

Até o próximo post!

Equipe Dispemec.com


13 itens do carro para verificar antes de viajar

revisao_feriado

Oba! Este ano a lista de feriados tá boa! Dá pra todo mundo programar as viagens com a família e passeios mais longos.

Mas antes de colocar o pé na estrada, é importante checar uma outra lista: a da manutenção do veículo! Afinal, ninguém quer passar por perrengues durante os dias de folga, não é mesmo?

Pensando nisso, fizemos este check-list com os 13 itens do carro que você deve verificar antes de viajar.

 

Pode pegar, copiar, compartilhar estas dicas…. É pra facilitar a vida de todo mundo.

1. Documento do carro e do motorista

Ok. Documento não é peça do carro, mas nenhum veículo pode circular por aí sem documento ou com o licenciamento e seguro obrigatório vencidos.

Então, por favor, certifique-se de que está levando o documento do carro e a sua habilitação. Ah, e não vá viajar com a habilitação vencida, hein?!

2. Pneus

Veja se os pneus não estão carecas e se a calibragem está correta. Não se esqueça do estepe. Vai que você precisa dele!

 

3. Freios

Os freios e o fluído também devem ser checados. Pedal duro e trepidações são sinais de que algo não está de acordo.

4. Faróis e lâmpadas

Todos os faróis, setas e a luz de freio devem estar funcionando. Caso contrário, como você vai sinalizar as manobras e evitar colisões?

5. Limpador de para-brisa

Verifique as lâminas, as borrachas e o reservatório de água do para-brisa. Se chover e esses itens não estiverem funcionando, com certeza a sua viagem vai se tornar uma leve dor de cabeça.

6. Itens obrigatórios

Macaco, extintor de incêndio e triângulo não devem sair do seu carro, concorda? A não ser que o prazo de validade do extintor esteja vencido. Aí, é hora de trocar e recolocar no lugar.

7. Combustível e óleo

Viajar com o combustível na reserva? Jamais! Abasteça o suficiente para não correr o risco de parar na estrada. Verifique também o nível de óleo e, se for o caso, troque-o conforme o indicado do manual do veículo.

8. Filtro de ar

O filtro de ar e o óleo devem ser trocados ao mesmo tempo para não diminuir a vida útil do lubrificante.

 

9. Velas e cabos

Estar com as revisões do carro em dia garante que esses itens sejam trocados no tempo certo. As velas, por exemplo, devem ser examinadas a cada 10 mil km rodados e os cabos, a cada 50 mil km.

10. Amortecedores

Os amortecedores e todos os itens do sistema da suspensão – buchas, molas, bandejas – também merecem uma inspeção mais minuciosa antes da viagem.

11. Correia dentada

Essa peça deve ser trocada em média a cada 50 mil km rodados. Mas dependendo do quanto você usa o carro, é bom verificar a correia dentada a cada 15 mil km, quando podem aparecer desgastes.

12. Radiador

Lembre-se de pedir pro seu mecânico que confira o funcionamento do radiador, da bomba d’água, da ventoinha e da válvula termostática.

13. Alinhamento e balanceamento

Como já dissemos antes neste link, o carro desalinhado perde a estabilidade e pode ocasionar acidentes. E a falta de balanceamento compromete o controle que o motorista tem sob o carro. Portanto, são itens que não podem ser esquecidos.

Use essa listinha pra facilitar a sua vida antes de qualquer viagem, mesmo das mais rápidas, nos finais de semana! 😉

Até a próxima!

Equipe Dispemec.com


A manutenção do carro influencia na segurança de todos

colisao_carros

A gente já falou aqui no blog sobre os 7 principais itens da direção defensiva; porém, para a segurança no trânsito, não é apenas o modo de dirigir que conta.

Vários outros fatores, desde o respeito às normas, a condição das vias até a habilidade e o estado emocional e físico do condutor, influenciam a segurança de cada um dos envolvidos na situação: motoristas, ciclistas, motociclistas e pedestres.

Mas tem muita gente que ainda se esquece do principal: as condições do veículo.

Se o motorista não atentar para os cuidados com o carro, pode se acidentar e ainda comprometer a segurança de outras pessoas.

Pra evitar que isso aconteça, é importante verificar sempre:

  • Pneus

Veja sempre se eles estão de acordo com as normas, se não estão murchos ou calibrados demais. E lembre-se: pneu careca não vai te levar a lugar algum – a Polícia Rodoviária Federal estima que 20% dos acidentes nas estradas são causados por carros com pneus carecas!

  • Amortecedores

Um carro com os amortecedores vencidos fica mais vulnerável às depressões na pista e, portanto, mais instável e suscetível a sair da faixa e atingir outros veículos. Entre neste link e saiba quando eles devem ser trocados!

  • Freios

Você não está numa cena do filme “O Carro Desgovernado” e nem em “Velocidade Máxima” pra ter que andar como se não precisasse dos freios. Portanto, verifique se eles não estão gastos, se o freio de mão está em ordem e, claro, se está tudo certo com os componentes dessa peça, como o óleo de freio.

  • Alinhamento e balanceamento

Entrar nas curvas com um carro desalinhado é perigoso, pois ele pode perder a estabilidade e  causar acidentes.

Já a falta de balanceamento compromete o controle que o motorista tem sob o carro nos terrenos irregulares.

  • Palhetas

As esquecidas palhetas dianteiras e traseiras ajudam e muito para a segurança no trânsito. Imagine dirigir em uma baita chuva sem elas… visibilidade zero e muitas chances de colisão!

  • Faróis e lanternas

Circular sem farol é como um míope andar sem óculos. O condutor não enxerga nem o que está na frente e nem atrás e sai batendo em todos os cantos. Por isso, mantenha os itens de sinalização funcionando!

Bom, pessoal, acho que já deu pra notar a importância da manutenção preventiva do veículo, tanto para o bem-estar de quem dirige com para quem está no seu caminho. Aproveite essas dicas e compartilhe com seus amigos!

Um abraço!

Equipe Dispemec.com