Quem procura autopeças encontra o que precisa na DISPEMEC

Há mais de 29 anos a DISPEMEC atende às necessidades de clientes que não abrem mão de qualidade, praticidade e segurança na hora de comprar autopeças.

Acesse agora

Posts para » óleo

Por que o motor flex faz mais ruído com álcool?

Dispemec motor flex

Donos de carros flex já devem ter observado: quando abastecem com gasolina, o carro funciona de maneira mais fluida, sem ruídos. Já quando o abastecimento acontece com álcool, a história é outra: o motor fica mais ruidoso e não funciona tão suavemente. Mas por que isso acontece? Estaria o etanol estragando o motor?

Na verdade não. Os carros flex estão totalmente preparados para receber tanto o etanol quanto a gasolina, por isso o uso de qualquer um dos dois é totalmente seguro.

A questão do ruído acontece pela natureza do combustível. A gasolina é naturalmente mais oleosa, por ser um produto derivado do petróleo. Já o etanol, que tem origem vegetal, é uma solução com menos viscosidade.

Na linguagem popular, a gasolina é classificada como “oleosa”, enquanto o álcool é “seco”.

Por ser menos lubrificante, quando é usado o etanol, existe mais atrito entre os componentes móveis do motor. Isso causa um nível maior de ruído e vibração.

O tipo de combustível, porém, não é o único fator que influencia no funcionamento do motor. O uso de aditivos, tanto para a gasolina quanto para o etanol, aumenta seu poder lubrificante. Tecnologias anti-atrito também auxiliam na diminuição da vibração e barulho.


Saiba quais são os principais problemas da caixa de câmbio

caixa de câmbio

A caixa de câmbio, ou caixa de marchas, é uma importante peça do carro, que tem como função multiplicar a força e/ou a velocidade do motor. Que distribui a força adequada para as rodas suportarem cada tipo de situação. E por ser uma peça essencial para o funcionamento do carro, é preciso ficar atento aos sinais de um possível problema, que podem interferir no funcionamento do veículo e custar caro para o bolso.

Em carros com o câmbio manual, as falhas mais comuns são na transmissão da caixa para o motor. A dificuldade ou impedimento na mudança da marcha, na maioria das vezes, é resultado do baixo nível do óleo, que como já falamos aqui, precisa ser checado com frequência. Outra situação comum nos carros manuais é a aparição de rangidos e chiados, que podem significar que a embreagem está desajustada.

Já nos veículos com câmbio automático o maior problema encontrado é o vazamento de fluido, que se for percebido tardiamente, pode comprometer do carro. Os automáticos não costumam apresentar falhas com frequência, mas é preciso ficar alerta aos sinais do veículo, pois nesses modelos o estrago sai caro. Em média, a reparação da caixa de câmbio pode sair entre R$ 4 mil até R$ 30 mil.

Para evitar problemas e gastos com essa peça, é importante ler e seguir  corretamente as instruções  do manual do veículo, nele é possível encontrar o tipo de óleo e a frequência com que precisa ser trocado. Durante o dia a dia com o carro, alguns cuidados também podem fazer a diferença: não troque a marcha com força, não apoie o braço na alavanca do câmbio e sempre preste atenção no barulho que o carro faz ao trocar a marcha.

Um abraço e até o próximo post!

Equipe Dispemec.com


Saiba mais sobre o óleo da caixa de marcha do seu carro manual

blog_dispemec_032_marchas

Você verifica com frequência o óleo do motor, para que o baixo nível ou a falta dele não comprometa o funcionamento do seu veículo. Mas e o óleo da caixa de marcha, você já verificou? Se a resposta foi “nunca”, não se preocupe. Muitos motoristas de carros manuais não sabem que o nível do óleo desse local precisa ser checado.

Para os carros manuais, a manutenção preventiva é essencial para garantir o funcionamento do conjunto da marcha, já que o fluido possui duas importantes funções: proteger as peças contra a corrosão e o desgaste, provocados pelo movimento feito quando a marcha é trocada e limpar e refrigerar o sistema interno.

Geralmente, em carros manuais, o óleo da caixa de marcha não é trocado totalmente em cada verificação, é apenas completado até chegar no nível correto. Isso acontece porque ele não é queimado pelo câmbio e não filtra muita sujeira. Mas se o nível estiver sempre baixo ou se esvaziar com muita rapidez, pode ser que tenha um vazamento interno no carro.

Mesmo que tenha a durabilidade maior do que o óleo do motor, é importante checar o nível do lubrificador com a frequência certa. O ideal é levar o carro ao mecânico, para que nenhuma peça seja comprometida, a cada 10 mil quilômetros rodados.  Já a troca total deve ser feita, em média, a cada três anos ou a cada 50 mil quilômetros, dependendo do uso do veículo.

Agora que você sabe mais sobre o óleo da marcha do motor do seu carro manual, dê uma olhada se está tudo certo e pé na estrada!

 

Um abraço e até o próximo post!

Equipe Dispemec.com


13 itens do carro para verificar antes de viajar

revisao_feriado

Oba! Este ano a lista de feriados tá boa! Dá pra todo mundo programar as viagens com a família e passeios mais longos.

Mas antes de colocar o pé na estrada, é importante checar uma outra lista: a da manutenção do veículo! Afinal, ninguém quer passar por perrengues durante os dias de folga, não é mesmo?

Pensando nisso, fizemos este check-list com os 13 itens do carro que você deve verificar antes de viajar.

 

Pode pegar, copiar, compartilhar estas dicas…. É pra facilitar a vida de todo mundo.

1. Documento do carro e do motorista

Ok. Documento não é peça do carro, mas nenhum veículo pode circular por aí sem documento ou com o licenciamento e seguro obrigatório vencidos.

Então, por favor, certifique-se de que está levando o documento do carro e a sua habilitação. Ah, e não vá viajar com a habilitação vencida, hein?!

2. Pneus

Veja se os pneus não estão carecas e se a calibragem está correta. Não se esqueça do estepe. Vai que você precisa dele!

 

3. Freios

Os freios e o fluído também devem ser checados. Pedal duro e trepidações são sinais de que algo não está de acordo.

4. Faróis e lâmpadas

Todos os faróis, setas e a luz de freio devem estar funcionando. Caso contrário, como você vai sinalizar as manobras e evitar colisões?

5. Limpador de para-brisa

Verifique as lâminas, as borrachas e o reservatório de água do para-brisa. Se chover e esses itens não estiverem funcionando, com certeza a sua viagem vai se tornar uma leve dor de cabeça.

6. Itens obrigatórios

Macaco, extintor de incêndio e triângulo não devem sair do seu carro, concorda? A não ser que o prazo de validade do extintor esteja vencido. Aí, é hora de trocar e recolocar no lugar.

7. Combustível e óleo

Viajar com o combustível na reserva? Jamais! Abasteça o suficiente para não correr o risco de parar na estrada. Verifique também o nível de óleo e, se for o caso, troque-o conforme o indicado do manual do veículo.

8. Filtro de ar

O filtro de ar e o óleo devem ser trocados ao mesmo tempo para não diminuir a vida útil do lubrificante.

 

9. Velas e cabos

Estar com as revisões do carro em dia garante que esses itens sejam trocados no tempo certo. As velas, por exemplo, devem ser examinadas a cada 10 mil km rodados e os cabos, a cada 50 mil km.

10. Amortecedores

Os amortecedores e todos os itens do sistema da suspensão – buchas, molas, bandejas – também merecem uma inspeção mais minuciosa antes da viagem.

11. Correia dentada

Essa peça deve ser trocada em média a cada 50 mil km rodados. Mas dependendo do quanto você usa o carro, é bom verificar a correia dentada a cada 15 mil km, quando podem aparecer desgastes.

12. Radiador

Lembre-se de pedir pro seu mecânico que confira o funcionamento do radiador, da bomba d’água, da ventoinha e da válvula termostática.

13. Alinhamento e balanceamento

Como já dissemos antes neste link, o carro desalinhado perde a estabilidade e pode ocasionar acidentes. E a falta de balanceamento compromete o controle que o motorista tem sob o carro. Portanto, são itens que não podem ser esquecidos.

Use essa listinha pra facilitar a sua vida antes de qualquer viagem, mesmo das mais rápidas, nos finais de semana! 😉

Até a próxima!

Equipe Dispemec.com


Entenda as siglas das embalagens de óleo.

oleo-lubrificante

O óleo lubrificante tem uma função importantíssima no motor dos veículos. Como o nome já diz, ele tem a óbvia função de lubrificar o motor, ajudar na manutenção da limpeza das peças e evitar que as partes metálicas do motor entrem em contato.

Por isso, é importante saber qual é a hora de trocar e qual é o lubrificante mais apropriado para o seu veículo.

Na hora de comprar pode surgir uma dúvida, afinal, o que significam todas aquelas letras nas embalagens? É o que iremos esclarecer neste post pra você.

Primeiramente, toda embalagem tem uma das seguintes siglas: SAE, API, ACEA, JASO, NMMA.
Essas siglas são de entidades internacionais que são responsáveis pela elaboração de normas (baseadas em testes específicos) para a classificação dos lubrificantes, de acordo com seu uso, sendo que apenas SAE, API e ACEA importam para os donos de carros.

Leia mais…


Prolongue a vida do seu carro, fique longe dos vícios.

carros_vida_longa

Se no passado os carros ferviam ao menor sinal de congestionamento, hoje eles rodam milhares de quilômetros sem apresentar grandes problemas.

Mas um fato ainda não mudou por completo: a forma de dirigir afeta diretamente a durabilidade do veículo e os custos de manutenção.

Conheça os sete pecados que você pode cometer ao volante, sem perceber, e que podem causar desde um leve desperdício de combustível até uma quebra de câmbio automático.

  Leia mais…


Tipos de freio: Saiba manter o controle do seu carro em diversas situações.

Sem título

Um dos grandes trunfos de ser um bom motorista é saber usar o freio do carro. Já parou para pensar se você sabe frear corretamente na chuva? Em pista molhada?

Neste artigo, você vai saber mais sobre freios e aprender a se preparar para cada situação.

Existem dois tipos de freio no mercado automotivo, o freio a disco e o freio a tambor. No freio a disco, pastilhas de freio feitas com material de alta resistência ao calor e ao atrito são acionadas por mecanismos hidráulicos para fazer a parada do sistema móvel. Já no freio a tambor, sapatas alojam as lonas de freio, especialmente desenvolvidas para atrito e fricção e que, em contato com o tambor, forçam a parada. Leia mais…


Seu carro está com ruído estranho? Entenda melhor.

carros

Às vezes seu carro passa alguns “recados”, através de ruídos estranhos, que surgem de uma hora para outra e é muito importante saber entendê-los. Vamos falar de alguns casos, por exemplo:

O motor produz vários ruídos diferentes e cada um pode significar um problema. Os ruídos mais comuns são causados pelos rolamentos que posicionam as correias do motor, mas pode vir também do rolamento da embreagem indicando desgaste excessivo da peça. Leia mais…


O que verificar no carro antes de viajar?

viagem

Já está pensando em como vai curtir essas férias, não é mesmo? Para nós, botar o carro pra andar é a melhor parte da viagem, porém é importante verificar alguns itens antes de por o pé na estrada.

De acordo com o engenheiro mecânico do instituto Mauá de Tecnologia, Renato Romio, “Os pontos mais importantes para se verificar no carro são aqueles que possam fazer com que você pare na estrada, o que é muito perigoso.”. Leia mais…


Quando os amortecedores do seu carro precisam ser trocados? Você sabe?

Quando os amortecedores do seu carro precisam ser trocados Você sabe

Ao contrário do que muita gente pensa, os amortecedores não estão relacionados apenas ao conforto do motorista e dos passageiros, nos momentos em que o carro atravessa ruas e estradas com desníveis, buracos, lombadas e outros obstáculos.

Os amortecedores têm duas funções principais: controlar os movimentos das molas e manter os pneus em contato contínuo com o chão.

O sistema de amortecimento está diretamente ligado à estabilidade do veículo e, consequentemente, à segurança de quem está dentro dele. Algumas pesquisas, inclusive, comprovaram que amortecedores inconsistentes aumentam o arraste do carro após uma freada repentina. Por isso, é muito importante saber identificar os sinais indicam que os amortecedores não estão bons. Leia mais…