Quem procura autopeças encontra o que precisa na DISPEMEC

Há mais de 29 anos a DISPEMEC atende às necessidades de clientes que não abrem mão de qualidade, praticidade e segurança na hora de comprar autopeças.

Acesse agora

Posts para » gasolina

Por que o motor flex faz mais ruído com álcool?

Dispemec motor flex

Donos de carros flex já devem ter observado: quando abastecem com gasolina, o carro funciona de maneira mais fluida, sem ruídos. Já quando o abastecimento acontece com álcool, a história é outra: o motor fica mais ruidoso e não funciona tão suavemente. Mas por que isso acontece? Estaria o etanol estragando o motor?

Na verdade não. Os carros flex estão totalmente preparados para receber tanto o etanol quanto a gasolina, por isso o uso de qualquer um dos dois é totalmente seguro.

A questão do ruído acontece pela natureza do combustível. A gasolina é naturalmente mais oleosa, por ser um produto derivado do petróleo. Já o etanol, que tem origem vegetal, é uma solução com menos viscosidade.

Na linguagem popular, a gasolina é classificada como “oleosa”, enquanto o álcool é “seco”.

Por ser menos lubrificante, quando é usado o etanol, existe mais atrito entre os componentes móveis do motor. Isso causa um nível maior de ruído e vibração.

O tipo de combustível, porém, não é o único fator que influencia no funcionamento do motor. O uso de aditivos, tanto para a gasolina quanto para o etanol, aumenta seu poder lubrificante. Tecnologias anti-atrito também auxiliam na diminuição da vibração e barulho.


5 dicas para economizar no combustível do seu carro

uso da gasolina

Economizar no combustível é a meta de muitos motoristas, mas para quem usa muito o carro, é uma tarefa meio complicada, certo? Errado!

O consumo de álcool ou gasolina está diretamente ligado aos hábitos do condutor. E com alguns cuidados, você pode sim economizar. Veja algumas dicas.

Ar-condicionado

Esse item é muito útil nos dias quentes, mas é operado pelo motor, ou seja, está diretamente ligado ao combustível. Então, se você deseja economizar, use o ar apenas quando for realmente necessário.

Troca de marcha

Na hora de trocar a marcha, respeite as velocidades certas para a mudança. Todo carro possui quais são essas velocidades no manual do proprietário. O uso correto do câmbio faz o motor não se esforçar, nem queimar combustível extra.

Aceleradas bruscas

Evite dar aceleradas muito fortes quando não houver necessidade. Assim como a troca de marcha repentina, isso faz com que o motor precise usar mais força e mais combustível.

Velas do carro

As velas são responsáveis por gerar a energia da câmara de combustão, onde o combustível é queimado para gerar força ao carro. Então, o bom estado das velas é essencial para o consumo de combustível.

Elas devem ser trocadas na quilometragem indicada pela montadora. Se uma das velas estiver com problemas, faça a troca de todo o jogo, para que continuem trabalhando em sincronia.

Filtros

Os filtros de combustível e de ar também devem ser revisados com frequência e trocados no tempo recomendado pela montadora. Eles são responsáveis pelo contato do combustível com o ar, então, uma pequena falha pode fazer essa mistura ficar irregular e gastar mais do que realmente o veículo precisa.

Mantenha a manutenção do carro em dia e fique de olho em seus hábitos no trânsito, pois eles podem ser a razão do gasto excessivo de combustível. Como já falamos aqui, verifique também qual combustível compensa mais para o seu veículo: etanol ou gasolina.

 

 

Até a próxima,

 

Equipe Dispemec.com

 

 

 

 

 

 

 


Sonda lambda: o que é e como funciona

blog_dispemec_031_sondalambda

Você já ouviu falar da sonda lambda? Peça importantíssima do carro, a sonda lambda, na verdade, é um sensor que fica  no escapamento do carro e serve para medir a quantidade de oxigênio restante da queima de combustível. Ela é muito importante porque existe uma quantidade ideal de oxigênio e combustível para o seu carro funcionar na sua melhor performance.

Relação ideal entre oxigênio e combustível

Gasolina: 14,7 partes de ar para 01 de gasolina

Álcool: 9 partes de ar para 01 de álcool

Diesel: 15,2 partes de ar para 01 de Diesel

Se o nível de oxigênio estiver acima do indicado na tabela para cada tipo de combustível, dizemos que a mistura está pobre. A sonda, então, manda um sinal para o módulo que vai enriquecer a mistura, ou seja, enviar mais combustível.

Por outro lado, se o nível de oxigênio estiver abaixo do indicado na tabela, dizemos que a mistura está muito rica. Essa informação vai para o módulo e então ele manda menos combustível para a queima, até chegar no ponto ideal.

Um problema comum é a sonda lambda indicar algum problema que não necessariamente indique que a própria sonda está com defeito. Na verdade, a sonda fica no final de uma cadeia da qual participam diversas peças e sensores. Se um desses sensores apresentar algum defeito, a sonda vai indicar que o processo está apresentando problema. Infelizmente, alguns mecânicos detectam essa informação e já mandam trocar a sonda, quando na verdade é uma outra parte do motor que está apresentando problemas. Fique atento para isso não acontecer com você! Antes de trocar a sonda é preciso fazer um diagnóstico completo no motor, pois essa alteração pode vir de outros sensores ou até mesmo indicar que o combustível utilizado é de má qualidade.

Quer saber mais sobre a sonda lambda? Confira nos vídeos do Mecânica Fácil!

 

Até o próximo post!

Equipe Dispemec.com


Selo do Inmetro nos carros, pra que serve?

inmetro veicular

Selo do Inmetro em carros! Isso mesmo, hoje, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia faz diversos testes nos veículos. No último ranking, o Brasil teve 583 modelos qualificados.

 A adesão é voluntária e algumas montadoras optam por não solicitar. Outras, até tem os modelos inscritos, mas não fixam o selo nos veículos, por não ser obrigatório. Só que as montadoras devem levar em consideração que o consumidor atual é preocupado com o consumo de combustível e isso pode interferir na hora da compra daquele carro novo.

 O Inmetro testa e qualifica os quesitos de consumo de combustível e emissão de poluentes numa escala de A à E, em que A é a melhor qualificação e E é a pior. Os testes são realizados com o carro tanto na cidade como na estrada.

Em carros flex, os testes servem para ambos os tipos de combustíveis. Por exemplo, o Volkswagen UP 1.0, eleito um dos mais econômicos, faz 13,5 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada, usando gasolina. Com etanol, faz 9,2 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada.

Os carros mais econômicos são classificados pelo Inmetro na categoria A e levam o selo verde do PBEV – Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular.

A certificação é uma verdadeira mão na roda para quem está comprando. Assim dá pra saber, de fato, quais são os carros mais econômicos e menos poluentes.

Caso o modelo de sua escolha estiver sem este selo, você pode verificar no manual do carro. Se ele passou pelo teste do Inmetro, os resultados estarão lá!

Por hoje é isso, pessoal!

Um abraço!

Equipe Dispemec


Desvendando o painel do carro.

painel

Ícones, luzes, ponteiros…
O painel do carro às vezes é um verdadeiro mistério, não é?
Mas, as informações estão ali para nos ajudar e contribuir para o desempenho do veículo.

Prestar atenção no painel do carro é uma coisa que nem todo mundo faz. O bom entendimento do painel de seu veículo pode salvar a sua vida. Todo painel possui ícones como controle da temperatura do motor, do nível de combustível e da velocidade. Esses são os itens principais e se não forem observados podem complicar o desempenho do carro.

Outro símbolo importante é o conta-giros ou rotação do motor. A rotação do motor é importante para que o motorista mantenha o veículo na rotação ideal para cada marcha, até mesmo economizando combustível. Leia mais…


Como escolher o posto de gasolina?

posta_de_combustivel

Como escolher o posto de gasolina?

Características como partida com solavancos, consumo excessivo de combustível, falhas no funcionamento do motor, menor rendimento e desempenho do veículo podem ser sinais de que o combustível utilizado foi adulterado. Um perigo para o automóvel, já que gasolina ou etanol adulterado podem causar sérios danos ao veículo e diminuir a vida útil do motor.

Leia mais…


Conheça os filtros que protegem o motor do seu carro e saiba quando trocá-los.

Conheça os filtros que protegem o motor do seu carro e saiba quando trocá-los.

Você sabia que o motor de um carro depende de três elementos básicos para funcionar? São eles: combustível, ar e óleo lubrificante. Para que esses três componentes estejam em perfeitas condições de pureza ao entrarem na câmara de combustão, eles passam por filtros que separam as partículas indesejadas, atuando como uma espécie de sistema imunológico.
Para que você saiba exatamente como deve ser feita a manutenção desses componentes é fundamental que você entenda como cada um deles trabalha.

Leia mais…