Quem procura autopeças encontra o que precisa na DISPEMEC

Há mais de 29 anos a DISPEMEC atende às necessidades de clientes que não abrem mão de qualidade, praticidade e segurança na hora de comprar autopeças.

Acesse agora

Posts para » consumo de combustível

Combustível adulterado: conheça os riscos para o seu carro

blog Dispemec

Tentar poupar dinheiro na hora de abastecer é uma prática comum, mas atenção: gasolina ou etanol muito baratos podem indicar sérias alterações na composição.

Os combustíveis adulterados prejudicam todo o funcionamento do seu carro, causando desde falhas até a perda total do motor – o que vai sair bem mais caro do que investir em combustíveis de qualidade.

Conheça as peças e sistemas mais afetados pelo uso de combustível adulterado e saiba quais são os cuidados preventivos que você deve ter ao chegar no posto:

Sistema de injeção eletrônica

Esse sistema é o que mais sofre com o uso de substâncias indevidas. Os solventes misturadas na gasolina e no etanol adulterados, são extremamente corrosivos e ajudam a deteriorar os componentes da injeção eletrônica.

Sem a injeção eletrônica, o combustível não é injetado no motor e não ocorre a combustão, que faz o seu carro funcionar. A troca do sistema pode custar mais de R$1.500 e deve ser feita por um especialista.

Bomba de combustível

Os combustíveis adulterados produzem uma quantidade muito maior de resíduos, que sujam as peças e entopem a bomba de combustível. Esse problema faz com que você precise dar a partida mais vezes para ligar o carro e force o motor a funcionar.

O reparo da bomba de combustível custa cerca de R$300 e precisa ser feito assim que o problema for identificado, para não causar outros danos.

Sistema de alimentação

Responsável por armazenar, transportar e filtrar o combustível, o sistema de alimentação é completamente prejudicado. Assim que entram em contato com o combustível adulterado, os bicos injetores e as velas de ignição passam a funcionar com mais dificuldade. A troca dessas peças pode custar até R$500.

Mas como evitar os combustíveis adulterados?

  • Desconfie de combustíveis mais baratos
  • Procure um posto de confiança e abasteça sempre no mesmo local
  • Peça para o frentista fazer o teste de pureza da gasolina ou etanol (Ele irá misturar  50ml de água e 50ml de combustível, depois de agitar o recipiente, o álcool irá se separar e deve ser, no máximo, ¼ da composição total).

Além dos cuidados preventivos, algumas ações durante a direção diária podem ajudar a economizar combustível, de forma saudável. Nós ensinamos algumas deles aqui!

Até a próxima,

 

Equipe Dispemec.com


Pneus calibrados: economia e segurança

pneus-calibrados

 

Quantas vezes você lembrou de calibrar os pneus do seu carro? Não é de surpreender se a resposta for “nunca” ou “algumas vezes”.

 

A maioria dos motoristas não leva a sério o hábito de manter a calibragem de acordo com o que manda o manual do proprietário.
Muitos deles, inclusive, nem sabem qual pressão é essa e aceitam “sugestões” dos profissionais que trabalham nos postos, sem ter certeza se é a correta.

 

Meus amigos, isso é coisa séria! E os motivos são muitos:

1- Pneu vazio fica em maior atrito com o chão. O resultado disso é um gasto muito maior da banda de rodagem (principalmente dos ombros, o que acaba em desgaste irregular e que deixa o pneu propenso a estouros);

2- Com o pneu em maior atrito com o asfalto, a força pro carro se deslocar precisa ser ainda maior. Nisso, o motor queima muito mais combustível do que queimaria em condições normais;

3- Outro problema do atrito causado pela pressão de ar baixa: as peças da direção (seja hidráulica, comum ou elétrica) são muito mais exigidas do que se os pneus estivessem devidamente calibrados.

 

Além dos gastos extras, uma coisa muito mais importante também é afetada: sua segurança.
Pneus murchos perdem estabilidade. Se você pegar uma estrada com muitas curvas ou que exija velocidades mais altas, você pode derrapar.

 

pneu murcho

 

Pra manter a pressão em níveis corretos, é necessário calibrar semanalmente.
Mas algumas regras garantem que esse cuidado com o carro seja efetivo de verdade:

– Leve o carro até um local que seja, no máximo, a 5 minutos da sua casa. Depois disso, o carro esquenta demais;

– Tenha preferência por calibrar os pneus bem cedo ou na parte da noite, quando a temperatura está mais baixa;

– O ar quente ocupa mais volume dentro dos pneus, acusando resultados falsos (o medidor de pressão acusará que está mais cheio do que está, na realidade)

 

É isso, pessoal! Dicas simples que te ajudam a evitar problemas e gastos!
Até a próxima!
Equipe Dispemec.com


Velas de ignição – item barato que evita muita dor de cabeça

velas_misc1

Mais um post da série “itens de custo baixo que te livram de dores de cabeça”. E que poupam seu dinheiro também!

A dica de hoje é sobre as velas de ignição.
Elas são responsáveis por produzir a faísca que faz o combustível do motor queimar. Sem essas peças, o motor não recebe energia e simplesmente não funciona.

As velas podem ser comparadas ao acendedor automático do fogão de casa. Aquele componente que fica próximo à boca é o centelhador.
E, assim como no fogão, as velas sofrem com a ação do tempo e desgastam com o uso. Por isso é muito importante fazer a manutenção preventiva a cada 25 mil km no máximo (ou de acordo com o manual do seu carro). Leia mais…


Economizador de combustível?

economizador de combustível

Que o preço do combustível tá um absurdo, todo mundo sabe. A gasolina (Abril/Maio de 2014) chega perto dos R$3,00/litro e o etanol passa dos R$2,00/litro.
E a média de gasto mensal de uma pessoa que vai trabalhar todos os dias dirigindo é de R$150 a R$300.

É aí que algumas pessoas enxergam a possibilidade de ganhar dinheiro, em cima de quem já gasta muito e quer fazer de tudo pra economizar um pouco.
É só dar um passeio bem rápido pela internet e pronto: tudo o que você já ouviu falar de engenharia pra melhoria do desempenho dos carros vai por água abaixo.

São vários vendedores comercializando produtos que prometem diminuir o consumo de gasolina/álcool em até 20%!
Se fosse simples assim – e eficiente – essas técnicas seriam muito mais estudadas e amplamente divulgadas. E todo mundo estaria usando e poupando o seu suado dinheiro.
Leia mais…