Quem procura autopeças encontra o que precisa na DISPEMEC

Há mais de 30 anos a DISPEMEC atende às necessidades de clientes que não abrem mão de qualidade, praticidade e segurança na hora de comprar autopeças.

Acesse agora

Posts para » comprar

Dicas básicas para motoristas iniciantes

blog dispemec

Durante o processo para tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), os futuros condutores aprendem sobre as normas de trânsito. Mas não pense que é só isso que você precisa saber para dirigir!

É essencial que você saiba como cuidar do seu veículo, para ter mais segurança durante seus trajetos e para prolongar a vida útil dos sistemas do carro. Veja nossas dicas e fique atento a esses itens:

Óleo do motor

Não é apenas de combustível que um veículo sobrevive! O óleo é responsável por manter os movimentos corretos e a temperatura do motor, por isso deve ser verificado com frequência. Nos modelos mais novos, é indicado que o óleo seja trocado a cada 10 mil quilômetros rodados, mas isso depende do modelo, ano e uso de cada veículo.

Também é muito importante usar o óleo certo para o seu carro, cada tipo possui diferentes propriedades e nível de viscosidade – essa informação pode ser encontrada no manual do motorista, que vem junto com o carro.

Aditivo do radiador

Os carros funcionam com a queima do combustível e isso faz com que o motor atinja temperaturas altas. Para ajudar a controlar essas temperaturas e não deixar com que o motor fique superaquecido, mantenha os aditivos do radiador em dia.

Além do aditivo recomendado pela montadora (também disponível no manual do motorista), o sistema de arrefecimento necessita de água. Um erro muito comum é colocar apenas água no radiador, o que pode prejudicar muito o motor. O certo é usar 50% de água e 50% de aditivo, não se esqueça!

Modificações

A maioria dos motoristas quer ter um carro bonito e para atingir esse objetivo as modificações são procuradas. Preste muita atenção em cada detalhe antes de realizar qualquer mudança interna ou externa, pois não basta ser  “bonito”, cada peça deve ter as especificações corretas para o seu carro.

Por exemplo, se for trocar as rodas, use o tamanho certo, rodas menores ou maiores podem ocasionar acidentes graves por não encaixarem direito. Para o sistema de som essa regra também vale, não compre um sistema que precisa de mais energia do que o seu carro pode oferecer.

Revisão

Outro item que precisa ser lembrado pelos novos motoristas são as revisões. Assim como você vai no médico para fazer um “check up” e garantir sua saúde, o carro também precisa de atenção para evitar possíveis danos e não só quando aparece algum problema.

Pronto, agora você já sabe para quais itens dar atenção e manter a mecânica do seu veículo!

Até a próxima,

Equipe Dispemec.com


Top 10: conheça os carros mais vendidos de 2017

blog dispemec

O mercado automotivo nunca para, ainda mais com a volta da estabilidade financeira do país e, consequentemente, da população.

De acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o total de vendas de 0km durante o ano de 2017, foi 9,94% maior do que em 2016.

Confira quais carros foram os mais vendidos durante esse ano tão significativo para o setor:

tabela blog mais vendidos

  1. Chevrolet Onix – 188.654 unidades
  2. Hyundai HB20 – 105.539 unidades
  3. Ford Ka (hatch) – 94.893 unidades
  4. Volkswagen Gol – 73.919 unidades
  5. Renault Sandero – 68.988 unidades
  6. Chevrolet Prisma – 67.344 unidades
  7. Toyota Corolla – 66.188 unidades
  8. Fiat Strada – 54.870 unidades
  9. Fiat Mobi – 54.270 unidades
  10. Fiat Toro – 50.723 unidades

 

Até a próxima,

 

Equipe Dispemec.com


Carro 0km: financiar ou comprar à vista?

blog dispemec

Comprar um carro 0km é um grande investimento, que exige cuidado, planejamento e muita atenção.

Na hora de pesquisar os modos de pagamento, o financiamento pode até parecer mais leve para o seu bolso, mas essa opção é capaz de tornar seu sonho ainda mais caro.

Por isso, comprar seu carro à vista pode ter muitas vantagens, como a diminuição das taxas de juros. Mas atenção: em qualquer forma de pagamento, é necessário ficar atendo a alguns detalhes que, geralmente, passam despercebidos. Confira algumas dicas!

Custo Efetivo Total

Na hora da pesquisa de valores, não são só os juros do banco que devem ser levados em conta. É preciso observar o CET (Custo Efetivo Total), o valor total final do carro, que inclui também as taxas das montadora e de todas as despesas e encargos necessários para a compra.

Essas taxas dos bancos, das montadoras e de todos os encargos, quando financiadas, podem chegar a 4%, tornado o CET maior do que se o veículo fosse comprado à vista. Também é importante lembrar que, à vista, o CET pode ainda ter uma redução de 3% a 10%, o que diminui muito o valor total do carro.

Taxa de rentabilidade

Muitas pessoas acham que não vale a pena deixar dinheiro rendendo no banco e preferem financiar seu veículo. A verdade é que a taxa de rentabilidade de um investimento bancário, quando bem aplicado, pode chegar até 0,8% – já descontando os impostos.

Isso significa que financiar o carro só seria mais vantajoso, se  os juros das parcelas fossem menor do que o valor da rentabilidade. Então, se você está pensando em fazer um financiamento, procure saber antes quais as taxas e resultados de uma aplicação no banco e compare os valores.

Não consigo poupar, o que fazer?

Guardar dinheiro ou deixar render para comprar o carro à vista, apesar de ser a melhor opção, não é uma tarefa muito fácil. Então, se você realmente preferir financiar o seu veículo, dê a maior entrada que conseguir, isso irá diminuir o valor das taxas, dos impostos e, é claro, das parcelas.

Agora que você sabe qual a melhor forma de pagamento, já pode se planejar para realizar seu sonho de ter um 0km.

Até a próxima,

 

Equipe Dispmec.com