Quem procura autopeças encontra o que precisa na DISPEMEC

Há mais de 28 anos a DISPEMEC atende às necessidades de clientes que não abrem mão de qualidade, praticidade e segurança na hora de comprar autopeças.

Acesse agora

Posts para » CNH

Carteira de motorista digital é aprovada pelo Contran

EBC / Agência Brasil

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) aprovou, nesta terça-feira, 25 de julho, a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica, uma versão digital da CNH, nomeada de CNH-e.

De acordo com o Ministério das Cidades, essa versão do documento terá o mesmo valor jurídico do impresso e estará disponível a partir de fevereiro de 2018.

Para ter acesso a essa versão digital, os motoristas terão que baixar um aplicativo de smartphone e fazer o cadastro. Durante uma blitz, policiais e agentes de trânsito irão utilizar um sistema de assinatura com certificado digital ou um leitor de códigos QR para verificar a CNH-e.

O aplicativo está em fase de testes, para garantir o  funcionamento de um conjunto de padrões técnicos e irá usar a tecnologia da criptografia. A CNH digital tem como objetivo manter a segurança dos motoristas e evitar possíveis fraudes, como a clonagem.

O dispositivo ainda irá permitir que os agentes de trânsito consultem outros dados do indivíduo. Mesmo com o novo formato, a Carteira Nacional de Habilitação continuará sendo impressa e deve ser apresentada normalmente pelos motoristas.

Fonte da imagem: EBC/Agência Brasil

 

Até a próxima,

 

Equipe Dispemec.com

 


Câmara aprova fim da multa para quem esquecer CNH

blog dispemec

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, aprovou no dia 21 de junho o projeto de lei que barra a multa e apreensão do veículo, para quem esquecer a CNH.

Mas calma, não vai sair por aí sem a sua documentação, pois a decisão ainda irá seguir para o Senado e, se algum deputado discordar, será levada para o plenário da Câmara.

O projeto, que é foi uma proposta inicial da ex-deputada Sandra Rosado e da atual deputada Keika Ota, do PSB, prevê que o agente de trânsito deverá checar as informações do veículo e do motorista por meio de consultas no banco de dados digital.

Se as informações necessárias não forem encontradas, o motorista terá até 30 dias para apresentar seus documentos para o órgão responsável e provar que o veículo está regularizado.

Mas enquanto isso, a lei original ainda é válida: quem for pego sem os documentos obrigatórios, pode receber uma multa de infração leve no valor de R$88,38. Então não esqueça seus documentos, os mantenha sempre em um local seguro do carro ou da sua carteira.

 

Até a próxima,

 

Equipe Dispemec.com


Como transportar crianças no carro

Como trasportar crianças no carro

Transportar crianças no carro faz parte da rotina de muitas famílias, mas isso requer cuidado e atenção. Não só em passeios, mas em atividades comuns, como levar os pequenos para a escola. Saiba mais sobre as regras e opções de transporte.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, transportar crianças em veículos automotores sem a segurança necessária é considerada uma infração gravíssima. Ou seja, o motorista responsável perder 7 pontos na carteira, além de receber uma multa de R$ 293,47.

Bebês de até 1 ano devem ser colocados no banco traseiro, acomodados no bebê conforto. Crianças entre 1 e 4 anos precisam de uma cadeirinha que é presa ao banco traseiro pelo próprio cinto do veículo. Já as crianças entre 4 e 7 anos precisam usar um assento de elevação que fica no banco de trás. Entre 7 e 10 anos, ela pode apenas usar o cinto de segurança, mas é obrigatório que ela viaje no banco traseiro. A partir dos 10 anos, a criança pode se sentar no banco da frente, mas precisa ter o tamanho certo para usar o cinto de segurança.

Também é importante verificar o peso da criança, pois ela pode ser menor ou maior do que a média e necessitar de um assento diferente. Crianças com mais de 10 anos que não se adequam fisicamente ao cinto de segurança do banco da frente, por exemplo, podem correr riscos até mesmo em no caso de uma freada brusca.

 

Até o próximo post,

Equipe Dispemec.com


Mudanças na CNH entram em vigor

Nova CNH entra em vigor

A nova CNH (Carteira Nacional de Habilitação) entrou em vigor no dia 2 de janeiro deste ano e possui novas cores, marcas d’água e códigos de segurança. As mudanças no documento foram determinadas em uma resolução, aprovada em 24 de maio de 2016, pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

O topo da nova carteira de motorista teve a cor da tarja – que fica acima da foto do motorista – alterada de azul esverdeado para preta. O documento ganhou dois números de identificação nacional, o Registro Nacional e o Número do Espelho da CNH e um número de identificação estadual, o Renach (Registro Nacional de Condutores Habilitados).

Principais Mudanças na CNH

No canto superior direito, será acrescentado o mapa do estado em que foi emitida e no lado esquerdo, a imagem do mapa do país é impressa com uma tinta especial. O fundo do documento ficou mais amarelado e conta com elementos que serão confirmados apenas na luz ultravioleta. No final da carteira também foi acrescentada uma repetição de holografias com a sigla CNH e fios com microletras.

Todas as mudanças foram feitas como medida de segurança, para dificultar possíveis falsificações. Mas quem está com a CNH dentro da validade não precisa se apressar para trocar, a troca será feita apenas quando a carteira vencer e os valores continuam os mesmos.

Código bidimensional

Além das novidades que já entraram em prática, a partir de maio de 2017, o documento ainda irá ganhar um código bidimensional, conhecido como QR-Code. Este código vai permitir que a CNH seja conectada diretamente ao Registro Nacional de Condutores Habilitados. Sem precisar digitar nenhuma informação, apenas apontando a câmera para o símbolo, serão disponibilizados os dados do motorista. E para o uso desta tecnologia, o Denatran irá disponibilizar para os agentes de trânsito um sistema eletrônico para a leitura do código.

Equipe Dispemec.com